e-CPF/e-CNPJ: nem mesmo os criadores confiam.

 

Hoje fui renovar um e-CNPJ.

 

De acordo com o fornecedor de meu e-CNPJ original, a renovação precisava (e daqui para a frente o será) presencial, o que em pleno século XXI já é algo insustentável do ponto de vista ecológico e administrativo.

 

Afinal, toda uma cadeia de poluição e gastos é executada, só para eu estar presente na frente de uma pessoa num escritório todo iluminado e refrigerado - mais gastos - para apresentar, impresso:

  • Contrato Social com firma reconhecida.

  • Impressão da Receita Federal dando conta do CNPJ ativo.

  • Impressão da Receita dando conta que meu CPF está ativo.

 

além de

 

  • Carteira de Identidade (RG) atualizada ou cópia devidamente autenticada.

  • CNH ou RG ou Passaporte ou Carteira de Trabalho.

  • Titulo de Eleitor (opcional).

 

Fico pensando...  Destes 9 documentos (entre obrigatórios e opcionais), pelo menos 7 deles têm a ver comigo mesmo, Pessoa Física. Logo, não seria mais lógico e coerente eu substitui-lo pelo e-CPF que é emitido pela mesma Certificadora?

 

Imagine o seguinte: no conforto de minha residência encaixo o e-CPF na USB e entro numa página da Certificadora. Como o e-CPF precisa de uma senha secreta, estima-se que mesmo que alguém furtasse meu e-CPF não teria como utilizá-lo - e acredito que muito menos para pagar R$ 290,00 para renovar um e-CNPJ.

 

Neste momento, os dados do e-CNPJ já existente (da mesma Certificadora, deixo bem claro) seriam cruzados com meu e-CPF, onde se concluiria que eu, o sócio autorizado da empresa, estou realmente desejando renovar o e-CNPJ; que até onde sei só serve para pagar Imposto (aliás, acho que somos os únicos no mundo a pagar algo para pagar taxas e impostos!)

 

Mas...  não, a Certificadora não aceita o e-CPF, mesmo que ela mesma o tenha emitido.

Tem que ser presencial.

Tem que estar com toda a papelada na mão, igual no século XIX.

 

E a papelada é NOVAMENTE conferida, como se a emissão original feita há 3 anos atrás fosse uma fraude - logo, implicitamente, fica a impressão que eles também não confiam no meu e-CNPJ!

 

Porquê?

 

Porque tenho que levar TODOS MEUS DOCUMENTOS E COM FOTO para provar que sou eu mesmo?

 

Porque tenho que levar Contrato Social de uma empresa já certificada?

 

Porque preciso imprimir uma folha da Receita Federal, quando uma simples consulta em video poderia constatar a mesma coisa - sem gasto de energia, tinta, papel à base de árvore, ozonio e carbono gerado na impressão?

 

E não é o Governo que exige isso? Porque então não haver um link especial entre a Certificadora e a Receita Federal, poupando até mesmo este acesso acima (uma consulta entre servidores "do Governo" ou algo semelhante).

 

Será porque nem eles mesmos confiam nos certificados (e-CPF e e-CNPJ) que eles mesmos emitiram? Ou será que há a possibilidade de fraude com qualquer um deles e por isso eu preciso provar tudo de novo?

 

Não entendo!

 

Como então acatarei o que vendem como "seguro para minha empresa" quando penso em criptografia e identificação digital?

Please reload

Destaques
Please reload

Posts Recentes

December 12, 2016