A guerra-fria Apple x FBI esquenta...

A recente demanda entre Apple x FBI vem esquentando a cada dia: novos atores vêm se incorporando ao cenário, desde pessoas ligadas à Hollywood até o Governo Popular da China.

 

 

Texto publicado pelo NY-Times na edição digital (17/2) e depois retirado

 

 

Todas as pessoas são contra a Apple abrir o precendente ao FBI. Até aí, uma reação esperada, afinal, quem quer perder sua privacidade?

 

E este debate é salutar pois mostra o que todos nós da área de Segurança da Informação temos como mantra: privacidade é fundamental e toda informação possui valor (veja no final deste POST alguns artigos sobre tudo isso).

 

Mas agora, Beijing entra no circuito, esperando que uma decisão de Governo norte-americano possa facilitar à China desvendar alguns segredos - afinal, se existirem backdoors ou procedimentos que permitam recuperação de informação, para a China é uma ótima notícia e podem estar certos que a China os descobrirá e os utilizará da mesma forma.

 

Mas isso pressiona o Governo norte-americano a uma posição dúbia:

 

- Se exigir da Apple uma posição desfavorável à manutenção da privacidade, poderá exigi-lo, com base na mesma Lei (All Writs Acts), o mesmo em qualquer outro equipamento ou software. Isso deixaria um recado claro a todo o mundo: que o Governo vê e sabe tudo, sempre à luz da "manutenção da Lei e da Segurança Nacional" (o grande mote do Governo Obama).

 

- Mas se recuar na decisão de pressionar a Apple, da mesma forma não poderá utilizar o mesmo argumento em nenhum outro caso, pelo menos não publicamente - afinal o precedente estará aberto e isso possui força jurídica nos EUA.

 

Fico a pensar: onde está a NSA e a Lei de Segurança Nacional (ou mesmo Patriot Act) em tudo isso?

 

O Governo pode facilmente exigir, e em caráter de completa confidencialidade, que a Apple desenvolva não só o que a Juíza pede, uma forma de tentar senhas em um determinado aparelho sem as restrições impostas por erro de digitação, (vide ao final o despacho completo), mas todo um ecosistema que permita investigações e acessos - afinal, a Apple já possui mecanismos para isso (veja o despacho da Juíza e entenderá melhor)! E se ela abre, porque então não permitir ao FBI o fazê-lo?

 

O despacho em si está muito bem calçado e firme. Não deixa dúvidas e acredito piamente que a Apple não tenha forças para dissuadir o Governo do contrário. Nem mesmo com "pressão popular", afinal, desde que o debate iniciado por Obama & Cameron sobre isso (veja este meu artigo sobre isso), várias são as opiniões contrárias em redes sociais. E absolutamente nenhuma delas surtiu algum efeito até agora.

 

E é exatamente por isso que em meu último artigo afirmo que tudo isso é apenas "neblina" para não arranhar a imagem de um dos maiores Contribuintes do Governo - seja no aspecto Fiscal, seja no aspecto da Segurança Nacional.

 

Arrisco a dizer que a Apple já perdeu esta guerra.

 

Talvez não publicamente, mas porcerto terá que auxiliar o Governo em todas as suas esferas - e não é de hoje que o faz, na maioria das vezes sem os holofotes que hoje se projetam sobre ela.

 

Update

https://www.linkedin.com/pulse/fal%C3%A1cia-da-apple-versus-usa-david-ben-svaiter

 

 

 

LINKS:

- Despacho completo Apple x FBI

 

- Carta-aberta da Apple: Inteligência e Contra-Inteligência

 

- Qual o Valor da Informação?

 

- Privacidade: Pra quê?

 

 

Please reload

Destaques
Please reload

Posts Recentes

December 12, 2016

Please reload

Arquivo
Please reload

Busca por Tags