Facebook libera uso da ToR em dispositivos Android

O Facebook anunciou de forma surpreendente que estará implementando o software ToR em seu aplicativo para Android.

 

Para quem desconhece, o ToR é um sistema open-source para quem deseja anonimato durante a navegação pela internet, garantindo que tanto a informação quanto seu emissor estejam protegidos de "olhares alheios".

 

Para isso, o usuário deve acessar o site .onion que o Facebook possui na rede Tor - e o Facebook informa que um grande número de pessoas já o acessa, motivo pelo qual decidiu expandi-lo para o ambiente Android, através do app ORBOT, já disponível no Google Play.

 

Hmmm... penso um pouco sobre tudo isso e a lógica dos fatos não me convence. Vejamos:

 

1- Há um grande movimento, liderado pelos USA e UK sobre o que entendem como "privacidade inadequada" na rede, mais especificamente, criptografia em redes sociais que podem facilitar contatos entre terroristas de toda espécie. Nesta discussão, os Governos destes países são apoiados pelos órgãos de Inteligência e de Investigações.

 

2- Entre outra seara, a rede ToR tem sido alvo de vários dissabores em relação à privacidade obtida. Algumas prisões já foram efetuadas pelo FBI em componentes que a utilizaram e sabe-se de mecanismos que podem "burlar" ou vulnerabilizar a rede - fato que é plenamente reconhecido pelos seus idealizadores, ao ponto de publicamente admitirem que caminham para "um novo protocolo nesta rede" objetivando um novo nível de eficácia na privacidade prometida.

 

3- Juntando os pontos, e sabendo que terroristas do ISIS e demais grupos extremistas realmente combinaram ataques usando mobiles e redes-sociais protegidas por criptografia (e aqui não vou discutir a eficácia delas), me parece um contrasenso o Governo norte-americano permitir uma empresa norte-americana de prover privacidade num sistema operacional norte-americano usado por milhões em todo o mundo - até porque é o sistema mais barato e, por consequência, equipa os mobiles mais baratos do mercado.

 

4- Já houveram pelo menos duas reuniões "de portas fechadas" entre Obama e os principais atores norte-americanos da industria de informática - notadamente o Mark Zuckerberg e Sergei Brim/Larry Page, CEO´s do Facebook e Google respectivamente. Teor da conversa? Ninguém sabe, pelo menos publicamente.

 

5- Há poucas semanas atrás o FBI e o Governo USA requisitaram à indústria digital que os apoiem na guerra ao terrorismo, não fornecendo criptografia forte ou mecanismos de absoluta privacidade sem o uso de backdoors oficiais, o que poderia permitir a identificação em tempo hábil de qualquer ameaça terrorista. Ou um, ou outro: ou algoritmos vulnerabilizados ou nada de criptografia.

 

Portanto, minha conclusão pode ser apenas uma: tem alguma coerência e lógica este anúncio do Facebook? Julgue você mesmo.

 

Please reload

Destaques
Please reload

Posts Recentes

December 12, 2016

Please reload

Arquivo
Please reload

Busca por Tags